Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

12/Jul | por: Marcelo Souza Campos

Categorias: Usabilidade

 

A sobrevivência da sua Instituição depende de um planejamento financeiro bem elaborado, saiba como fazer este planejamento e como podemos ajudar você...

 

 

Neste artigo vamos focar em um assunto de extrema importância para você e sua empresa, mas primeiro vamos verificar os dados de uma pesquisa.

 

De acordo com o Sebrae, 71% das microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) fecham as portas antes de completar cinco anos de atuação.

 

Feito o levantamento de informações com os micros e pequenos empresários, usaram como justificativa os principais fatores destes números, a instabilidade econômica, dificuldade para fazer financiamentos, Altas nos juros e impostos, quedas do poder aquisitivo.

 

Realmente, estas justificativas são de fato muito relevantes, e de fato interferem diretamente para que as empresas fechem com tão pouco tempo. Porém na pesquisa, a principal causa deste fenômeno é outro.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Você com certeza já deve ter reparado em sua própria cidade, há um grande numero de lojas, restaurantes, enfim, empresas dos mais diversos ramos que fecham as portas e não abrem mais.

 

Claro, não podemos generalizar o motivo dos fechamentos, mas podemos dizer com toda certeza que a principal causa é a falta de planejamento financeiro e estratégico. Este é o principal motivo de acordo com a pesquisa.

 

Este artigo vamos falar justamente sobre este assunto, o planejamento financeiro e como ele pode ajudar no sucesso de sua empresa.

 

Conceituando, planejamento financeiro é uma ferramenta da administração financeira que cuida da parte de organização financeira de uma empresa.

 

Nele contém informações como a situação da empresa, dados sobre Receitas e despesas, objetivos e metas a serem traçados, e planejamento estratégico de como concluirá esta meta ou objetivo.

 

A área financeira é o principal responsável indicador do crescimento da empresa. É com base nos dados do relatório financeiro que uma empresa consegue afirmar o crescimento seja da empresa ou de vendas naquele determinado período.

 

Este dado é diretamente ligado com seu faturamento, sabendo assim se a empresa estaria em lucro (crescimento) ou em prejuízo (queda).

 

Entender e participar do planejamento financeiro de sua empresa é de fato indispensável para qualquer gestor. Conseguir fazer uma leitura e entender os dados passados em um planejamento financeiro é um grande diferencial.

 

A pesquisa acima mostrou que o principal fator do fechamento das empresas é a falta do planejamento financeiro, que muitas das vezes, é desconhecido pelo administrator e isto pode trazer graves consequências.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Um planejamento financeiro deve dizer com exatidão as receitas, os gastos e despesas da empresa, criando indicadores do valor, origem e data. Desta maneira, o gestor terá facilidade de indicar qualquer endividamento da empresa e assim poder se planejar de acordo com a situação da empresa.

                                                                                                             

Um bom planejamento financeiro deve conter as seguintes informações.

 

- Gestão de endividamento da empresa:

 

A gestão de endividamento da empresa deve conseguir informar com clareza o endividamento geral, dando dados relevantes e indicadores estratégicos para que o gestor consiga se posicionar com estes dados.

 

Para saber o percentual de endividamento de sua empresa basta dividir o valor total do Passivo com o valor total do Ativo logo em seguida multiplicar o resultado encontrado por 100. Deste caso teríamos o percentual de endividamento em porcentagem.

 

Vamos detalhar um pouco mais para o melhor entendimento mas primeiramente vamos entender o que compõe o Ativo e seu passivo de seu balanço patrimonial;

 

Ativo: Saldos disponíveis em caixa, estoques, contas a receber, patrimônios da empresa, etc.

 

Passivo: Contas a pagar a fornecedores, empréstimos e financiamentos, Salários, etc.

 

Basicamente o ativo consta o saldo positivo de sua empresa e o passivo consta o negativo.

 

Vamos supor que sua Instituição possui um ativo total de R$: 500.000,00 e um passivo total de R$: 350.000,00.

 

Para calcular o endividamento geral basta dividir o valor 350.000 por 500.000. Neste caso teríamos um resultado de 0,7.

 

Obtendo este resultado de 0,7 o multiplicaremos por 100 e assim teríamos o resultado de 70% o endividamento geral de sua empresa.

 

Ainda podemos aprofundar um pouco mais neste exemplo e mostrar um pouco sobre a composição do endividamento. Sabemos que o passivo pode ser dividido em longo e curso prazo. Nesse caso conseguiríamos saber qual o percentual do endividamento é representado em curto prazo e qual representa o endividamento a longo prazo. Vamos seguir o exemplo.

 

Sabemos que o passivo total da sua Instituição é de R$ 350.000,00.Vamos supor que o passivo a curto prazo equivale a R$ 150.000,00 e o de longo prazo equivale a R$ 200.000,00.

 

Se dividirmos o valor do passivo a curto prazo de 150.000 por 350.000 temos o resultado de 0,42. Ao multiplica-lo por 100 teremos o resultado de 42%. Isto quer dizer o endividamento geral da sua empresa é composto por 42% a curto prazo e 58% a longo prazo.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Para fazer a analise e a avaliação da sua empresa com estes dados primeiramente deve-se entender que quanto maior for este percentual, pior é a situação da empresa e maior será o risco desta atividade. Neste exemplo o índice de endividamento está bem elevado.

 

Saber se o valor do índice da empresa é bom ou ruim pode variar com diversos fatores. O mercado em que a empresa atua por exemplo. Vamos dizer que sua instituição de ensino a distância possui o endividamento geral de 40%.

 

Se de forma geral as instituições de ensinos em geral tiver um Endividamento Geral de 20% a 30%, isto quer dizer que seu resultado não está bom e deve ser feito uma analise e revisado os gastos para poder melhorar estes números.

 

Neste mesmo caso se as demais Instituições de ensino a Distância possuir um percentual de 50 a 60 em seu endividamento geral, quer dizer que o seu resultado de 40% é bom, mas é sempre orientado a melhorar cada vez mais.

 

A gestão de endividamentos age diretamente com sua empresa. Vamos colocar duas situações em evidência :

 

Planejamento de redução do endividamento geral: Através de dados concretos o gestor consegue se articular com o seu endividamento e sabendo quais se encaixam no longo prazo e quais se encaixam no curto prazo o mesmo saberá priorizar a situação e assim resolver problemas financeiros da empresa.

 

O gestor também conseguirá verificar quais gastos estão sendo desnecessários e fazendo o corte deles para que a empresa tenha um índice cada vez menor.

 

Planejamento de investimento x endividamento geral: Fazer um investimento requer uma serie de dados concretos para que não tenha problemas futuros. Devemos saber antes de tudo se o investimento requerido trará um retorno a curto ou longo prazo e qual o impacto que ele causará a empresa.

 

Um investimento causará impacto tanto no Ativo como no Passivo de seu Balanço Patrimonial. Mas deve ter cuidado, pois dependendo da situação de uma empresa, pode ser que não seja um bom momento para efetivar algum investimento e a empresa precisa colocar outros fatores em prioridade.

 

Um relatório da gestão de endividamento consegue prever este impacto que o investimento causaria analisando os valores e consegue com maior precisão se está em um momento viável ou não para está ação.

 

Desta maneira, a empresa conseguiria criar uma estratégia para conseguir tornar aquele investimento viável e amenizar o máximo possível de seu impacto negativo.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

- Gestão de fluxo de caixa:

 

O fluxo de caixa é um fator crucial para o controle financeiro de sua empresa. Nele deve dizer as entradas e saídas da empresa fazendo assim o controle da movimentação financeira da empresa.

 

O fluxo de caixa consegue passar com maior exatidão a situação da empresa, se houve lucro ou prejuízo em um determinado período.

 

Estas informações fazem com que o gestor consegue se posicionar melhor diante a empresa e gerir as necessidades da mesma.

 

O mais orientado é ter uma anotação com estas informações, seja através de algum sistema financeiro ou até mesmo criando uma planilha. Separe as  entradas e as saídas bem detalhadamente e coloque o máximo de informação possível para identificar aquela movimentação. Informe também se aquela despesa foi paga ou não.

 

Lembre-se! Quanto mais informações para facilitar a sua leitura do fluxo de caixa, melhor será para você.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Saber as entradas e saídas da empresa, faz com que o gestor tenha um controle maior e se adiantar quanto a gastos futuros, imprevistos, recolocação e assim dar todo o suporte necessário podendo prever problemas.

 

- Gestão financeira estratégica

 

Deve conter as projeções de caixa, resultado econômico e opções de capitação de recursos a curto e longo prazo.

 

A gestão financeira estratégica é onde definimos se a empresa poderá ou não fazer algum investimento, empréstimo ou financiamento, podendo prever a situação da empresa futuramente e evitar certos problemas.

 

É importante ressaltarmos que devemos evitar erros em relatórios financeiros. O gerenciamento deve ser bem ativo nesta parte e sempre ter uma atenção juntamente com os outros setores para que isto não ocorra.

 

A gestão financeira estratégica é o posicionamento diante dos resultados dos relatórios financeiros obtidos em todo um planejamento.

 

Ter uma boa estratégia financeira de sua empresa fará com que ela não seja agredida e se manter firme diante de qualquer situação.

 

As estratégias obtidas pela sua empresa já irão variar de acordo com suas metas e objetivos. Se seu foco é aumentar seu capital, ou contratar uma equipe maior, ou disponibilizar novos produtos e serviços.

 

Em geral uma estratégia bem elaborada deve passar por estas etapas:

 

Trace um objetivo ou meta: Antes de criar uma estratégia, devemos saber primeiro a onde queremos chegar. O ponto de partida é saber o seu objetivo de meta.

 

Pesquise: Estude as maneiras de conseguir traçar o objetivo. Pesquise e analise possibilidades, riscos e oportunidades, faça uma pesquisa de mercado, mas lembre-se de sempre manter os pés no chão. Respeite os limites de sua instituição e trabalhe da forma mais segura possível. Correr riscos pode ser necessário as vezes, mas sempre tenha ciência do que está fazendo e de suas possibilidades.

 

Analise custos: Criar uma estratégia irá requerer outros gastos, seja com pesquisa, consultoria, equipes, veja se é viável para a Instituição e haja de acordo.

 

Colha os frutos: Extraia o máximo do resultado, seja de forma material ou de forma pessoal. A experiência fará com que você consiga fazer algo cada vez melhor.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Criar um planejamento requer tempo e estudos. Um micro ou pequeno empresário tem um foco tão grande na empresa e seus produtos/serviços e outras situações como gerenciamento de funcionários, e fornecedores que acaba não conseguindo se dedicar para efetuar todo este trabalho.

 

Ter um funcionário que ficaria exclusivamente para este setor também pode ser uma alternativa, porém para isso, ter um consultor particular poderia custar muito.

 

Sabendo dessas dificuldades a NoChalks se propôs em ajudar. Uma plataforma EAD pode ter clientes de todo o pais e dependendo do seu seguimento, do mundo inteiro. Então todo o mecanismo para o clientes desde a aquisição até o pagamento do serviço é efetuado Online. Isso torna mais difícil ainda o controle financeiro em uma plataforma.

 

Em artigos anteriores mostramos que a Plataforma NoChalks Integração com Gateway de pagamento. De vários motivos como segurança e credibilidade, isto faz com que através da plataforma você consegue tirar um relatório financeiro com a receita bruta adquirida pelo seus cursos em sua plataforma.

 

Este relatório facilitará muito para seu controle e planejamento, além de poupar tempo de ficar juntando os pagamentos separadamente e fazendo a somatória do mesmo, pois este resultado já estará entregue em suas mãos.

 

O acesso ao relatório é muito simples e rápido. Ao acessar a opção “Relatórios” aparecerá no centro da tela para o administrador os relatórios, em seguida é preciso apenas clicar na opção “Gráficos” e está lá todo seu relatório.

 

O mesmo pode filtrar anualmente os dados desejados.

 

Plataforma EAD e área de membros com relatório financeiro

 

Tendo este relatório em mãos você pode acrescenta-lo as outras informações financeiras da sua Instituição e buscar os resultados que precisa para seu planejamento e estratégia.

 

Um outro conselho que damos para você e sua empresa é de sempre consultar o seu contador.  O mesmo conhece a realidade da sua empresa tanto quanto você e tem todo o preparo necessário para te dar as mais corretas orientações.

 

O seu contador é uma peça crucial na sua atividade financeira de seu negocio e trabalhar juntamente com ele pode te dar resultados positivos e te dar todo o suporte necessário para que suas escolhas estejam corretas.

 

Mais novidades?

inscrever-se

Fontes: NoChalks
0 Comentários

Posts Relacionados:


Não há mais comentários para serem exibidos